Diástase Abdominal: o que precisas saber

Atualmente, ouve-se e lê-se muito sobre a Diástase Abdominal. As redes sociais, com toda a sua capacidade de chamar a atenção e de passar a palavra, têm tido um papel fundamental no alerta das mulheres para esta situação. Mas sentimos que, em muitos casos, se fala da Diástase Abdominal como algo terrível e assustador, causando algum medo ou pânico entre as mulheres.
E não será caso para tanto. Esta alteração existe e acontece com muita frequência - principalmente associada ao pós-parto - mas pode ser prevenida e pode ser reparada.
Portanto, decidimos que vamos abordar este tema em alguns do próximos posts de blog, para te deixar mais tranquila e confiante durante o processo da gravidez e da recuperação do parto.

E, para começar, falemos do básico.

O que é a Diástase Abdominal?

De uma forma resumida, a Diástase Abdominal é uma separação dos lados direito e esquerdo do músculo reto abdominal (o famoso “six-pack") devido a uma diminuição da espessura e enfraquecimento do tecido conjuntivo - denominado de linha alba - que mantém os dois lados juntos.
Uma pequena separação é normal, mas uma separação de 3 cm (cerca de 2 dedos) ou superior é considerada uma Diástase Abdominal (embora uma avaliação correta seja mais do que a medição da largura da lacuna).

Esta alteração na zona abdominal pode indicar um core fraco e ineficaz, levando a uma série de problemas, incluindo dor lombar, dor pélvica, incontinência, obstipação (prisão de ventre) ou prolapso (deslocação de um orgão para fora da sua posição normal). Para além destes, pode ainda aumentar o risco de desenvolver uma hérnia.

Nota: As hérnias podem exigir cirurgia para tratar, enquanto a Diástase Abdominal, potenciadora do aparecimento da hérnia, pode ser curada sem cirurgia (método preventivo).

O que pode causar a Diástase Abdominal?

Para simplificar a percepção da causa, dizemos que a Diástase Abdominal é causada por um aumento de pressão excessiva na zona abdominal. Embora possa acontecer a qualquer pessoa - homens e mulheres - é muito comum durante a gravidez porque o crescimento da barriga aumenta a pressão no core. Este tipo de Diástase também se verifica com alguma regularidade em pessoas que treinam com muita carga sem contraírem corretamente os músculos. A pressão interna é tanta que o corpo cede nas zonas de menor consistência - daí a importância da correta contração muscular durante a prática de qualquer exercício de força.

É muito importante referir que a Diástase Abdominal é normal na gravidez, até um certo ponto. Porque é necessária alguma separação abdominal para se ganhar o espaço que vai permitir que o feto se desenvolva no útero. 

Portanto, por favor, não entres em pânico se sentires alguma separação, especialmente durante o terceiro trimestre, e não tentes “fechar" esse espaço. O teu corpo está - ou vai estar - a fazer exatamente o que é suposto! E, com o trabalho de recuperação adequado, quase todas as recuperações da zona abdominal são possíveis e bem sucedidas.

Como reduzir os riscos de problemas associados à Diástase Abdominal?

Existem atividades ou comportamentos que aumentam ainda mais a pressão no core durante a gravidez, além da causada pelo crescimento do bebé.

Se queres reduzir os riscos de contrair problemas devido à Diástase Abdominal, lê as nossas dicas que incluem o Alinhamento Neutro e a Respiração 360º.

Como verificar se tens Diástase Abdominal?

Se notares uma saliência ao longo da tua linha alba (centro do six pack) quando estás a fazer um movimento de esforço que envolva o teu músculo abdominal, então é muito provável que tenhas Diástase Abdominal. Muitas vezes, é mais fácil ver depois da gravidez, quando os músculos estão relaxados.

Se notares esse alto a sobressair na tua zona abdominal, simplesmente pára de fazer esse movimento porque pode ser prejudicial para o teu corpo.

Existe também uma verificação manual que podes fazer, mas iremos abordar num texto diferente.

Prevenção e Correção ou Tratamento

Já sabes que tens Diástase Abdominal e queres recuperar?

Ou queres fazer tudo bem feito e prevenir o aparecimento da Diástase Abdominal?

Os programa de Preparação e Recuperação do Parto são o ponto de partida ideal, dependendo da tua fase atual. Tratam-se de planos de treino específicos e personalizados que incluem também esta componente indispensável para uma gravidez saudável ou uma recuperação bem feita.

E não importa se vais ser mãe pela primeira vez ou se já é o 2º ou 3º filho. É indispensável que a zona abdominal esteja preparada para o impacto da gravidez e para ajudar na tua recuperação.

A equipa GetFit tem-se dedicado e especializado em todo o treino que envolve a maternidade e estamos capacitados para te ajudar.

Mas, se já apresentas Diástase Abdominal e não pertences aos grupos pré-natal ou mamã recente - sim, porque os homens ou senhoras que nunca foram mães também podem sofrer desta alteração - então experimenta um plano de treino personalizado com esse foco.

Se tiveres dúvidas, fala connosco.

Deixa um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem publicado.