Motivação depois das férias

Setembro é um mês dos regressos: Regresso ao trabalho, regresso à escola, regresso ao ginásio, regresso às rotinas. Terminadas as férias, a vida tenta voltar à sua normalidade e o ritmo de férias é substituído por aquele espírito de “tem de ser”!

Falando do regresso aos treinos ou à rotina de exercício, é importante que este seja gradual. Segue os nossos conselhos para que tenhas sucesso, ou seja, sem lesões e com menos risco de desistência. 

Estabelece objetivos iniciais realistas

As férias são, tipicamente, um tempo de relaxamento, de abrandamento, de descuido ligeiro na alimentação… e ainda bem que existem estes momentos ao longo do ano porque o nosso corpo também precisa de baixar os níveis de stress.

Mas esta mudança faz com que a nossa condição física não seja igual hoje ao que era em Junho. E por isso o regresso deve ser gradual: mentaliza-te e pensa em objetivos intermédios para esta fase. Não querias ficar já na forma física ideal porque tipicamente esta recuperação demora cerca de 8-12 semanas, e até lá deves focar-te em objetivos intermédios.

Não abuses do treino

Retomar a intensidade e as cargas anteriores deve demorar algum tempo. Tal como a regularidade. Neste momento deves focar-te em re-habituar o teu corpo ao ritmo de treino, sem o forçares e sem te colocares em risco de contrair uma lesão que te vai atrasar a retoma à forma física que pretendes.

Por isso não querias começar já a treinar 5 dias por semana, nem coloques a carga normal de treino. À medida que o tempo vai passando podes aumentar a dificuldade do treino e a sua regularidade, e rapidamente estás a treinar ao ritmo que pretendes. Este processo deve demorar cerca de 4-6 semanas.

Prepara um plano de treino

Ter um plano é sempre a melhor solução. Pela motivação que gera e pelo compromisso a que te obriga. E se for um plano estruturado por um Personal Trainer- pensado nas tuas necessidades e objetivos - terás, ainda, a vantagem adicional de ter um programa gradual desenhado para atingires os objetivos no tempo pretendido e com a segurança de o fazeres da melhor forma possível.
Seja qual for a tua opção, é importante que definas em que dias treinas e qual o horário. Este é um passo importante do compromisso.

Não te deixes influenciar pelo negativismo

Nós sabemos que o facto de não estares com o nível de condição física de antes pode ser penoso. Afinal tinhas estado a treinar durante meses, e agora parece que todo esse esforço foi colocado em causa em apenas 3 ou 4 semanas. Para além disso, nas primeiras semanas de treino parece que não vês a mudança que esperavas.
É normal que sintas alguma desilusão, mas a boa notícia é que o nosso corpo tem memória e, com o regresso gradual à tua rotina de treino, rapidamente retomarás a condição física de há 2 meses atrás.

Uma nota GetFit

O “regresso à normalidade” que costuma acontecer em Setembro está comprometido em 2020. Para além das mudanças que a nossa vida já sofreu devido à Pandemia, estamos a verificar o aumento diário do número de infeções, o que poderá levar a novas medidas restritivas por parte do Governo. A nossa sugestão é que te prepares com um plano B. Um plano de treino em casa ou treino com acompanhamento online que te permita treinar em segurança e sem correr riscos desnecessários.

Deixa um comentário

Os comentários serão aprovados antes de serem publicado.